RESENHA: CORTES DE ESPINHOS E ROSAS – SARAH J. MAAS

Olá amiguinhos leitores do Mundo de Guria, prontos para mais uma resenha? Hoje estou trazendo para vocês a resenha do livro Corte de Espinhos e Rosas, da autora Sarah J. Maas, lançado pela Editora Galera. Escrito em primeira pessoa, é uma obra envolvente e cativante, que nos traz um sentimento emocionante de força, reconhecimento, amor, coragem e esperança.

“Nós mortais não tínhamos mais deuses para quem rezar, mas, se eu soubesse seus nomes perdidos, teria rezado.”

Feyre é uma garota que vive em uma época difícil, depois do pai perder suas riquezas, ela, as irmãs e o pai vão morar em um casebre pobre, numa cidade decadente e miserável, e não passam fome graças a ela que é a caçula e sai de casa para caçar animais para o sustento da família, já que os outros são inúteis e não fazem nada para ajudar. Em uma dessas caçadas ela acaba matando um lobo, ela não podia deixar que ele saísse vivo e levasse sua comida junto, o problema é que esse lobo era um feérico, um ser dotado de magia, e mal sabia ela que sua vida mudaria por esse motivo.
Mal passou um tempo e outro feérico vem e fala pra ela sobre um tratado, tratado no qual diz que, ou ela perde a vida, ou vai viver com ele depois da muralha, dando a escolha a ela para qual destino seguir e, óbvio que ela vai com ele. Chegando lá ela se sente frustrada, é tratada como uma princesa enquanto sua família passa fome.
Tamlin é um Grã-feérico, um líder nato de sua raça, que é forte, lindo, dotado de uma magia magnifica e preso a uma maldição a muitos anos, preso a uma máscara ele vive e tenta manter o equilíbrio em suas terras.Corte de espinhos e rosas 2

Foto retirada da internet.

“Imaginei que deveria sentir pena deles, pelas máscaras que eram obrigados a usar, pela praga que havia infectado sua magia e seu povo.”

Entre várias desavenças eles acabam se tornando próximos, tão próximos que em dado momento acabam se apaixonando. O problema é que, ele é governado por uma rainha malvada, e essa rainha o quer para ela.
Ele, sabendo dos perigos que Feyre corre a manda de volta para a família, chegando lá ela descobre que ele tornou a família dela rica, nobres que não sabem de nada que aconteceu com ela enquanto estava vivendo com os feéricos. Feyre não consegue parar de sentir que tem algo acontecendo do outro lado da muralha e, que definitivamente não é algo bom, então ela resolve retornar sozinha e descobrir o que está havendo.

“Tamlin poderia ficar furioso; poderia ordenar que eu desse meia-volta e fosse para casa. Mas diria a ele que eu ajudaria, que o amava e que lutaria por ele como pudesse, mesmo que eu precisasse amarrá-lo para que me desse ouvidos.”

Quando ela chega descobre a casa destruída e ninguém está presente, até que uma das empregadas a encontra e conta o que aconteceu, revelando a maldição que a inclui, e ela vai atrás para encontrar e libertar o seu amor.
O problema é que ela é capturada, então a Rainha lhe concede três tarefas, e uma charada, tudo visando a morte de Feyre. Mas o que pode fazer uma mera mortal, sem magia alguma passar por essas tarefas? Movida pelo amor ela enfrenta tudo e não vai desistir enquanto viver.
Muito parecido com a Bela e a Fera, Corte de Espinhos e Rosas vai te fazer repensar e avaliar pelo quê vale a pena lutar.

“- Amor – sussurrei, a palavra se desfazendo em uma escuridão sem fim. Uma pausa na magia de Amarantha. – A resposta ao enigma… – falei, engasgando no próprio sangue – é … amor.”


Espero que tenham gostado do post, gurias.

Xoxo, Adriana Wommer. @leitoremfoco